Doutorado

Tese 2017

Nome da autora : Jorge Kundert Ranevsky

Título do trabalho: Projeções da cultura italiana nas notações musicais

Resumo

A presente tese investiga a internacionalização das notações e nomenclaturas musicais eruditas estabelecidas no idioma italiano e analisa sua introdução nas composições brasileiras. Trabalhos de musicólogos, críticos musicais, historiadores e professores referem-se a estas notações no sentido da interpretação musical, mas não tratam de sua origem, evolução, adequação e internacionalização em língua italiana. Embora o assunto seja corriqueiro entre todos que da música vivem, ninguém pode afirmar com absoluta certeza e precisão o porquê dessa utilização. A partir do século XX, vários compositores estrangeiros e brasileiros tentaram introduzir novas formas de escrita musical, de símbolos, expressões e nomenclaturas ou termos locais, algumas traduzidas do italiano, assim como outras tantas novas, buscando uma adaptação mais local, fugindo um pouco da tendência mundial que é a da globalização. Hoje em dia, usufruímos de todas um pouco, mas em se tratando de música erudita ou clássica, quanto mais uniformes forem as notações e nomenclaturas, melhor para o seu entendimento, sua análise e posterior execução, uma vez que os intérpretes desconhecem determinadas expressões locais, tornando assim sua compreensão mais difícil e menos provável. Assim sendo, a tese tem por finalidade levantar todos esses questionamentos, pesquisar em todas as fontes disponíveis, trazendo mais informações, objetivando ampliar futuras pesquisas, não só para os que da música vivem, como para os que da música usufruem.

Palavras-chave: Notações musicais; Literatura italiana; Globalização

Riasunto

La presente tesi investiga l’internazionalizzazione delle notazioni e nomenclature musicali erudite stabilite nella lingua italiana e analizza la sua introduzione nelle composizioni musicali brasiliane. Lavori di musicologi, critici musicale, storici e professori si riferiscono a tali notazioni nel senso dell’interpretazione musicali, ma non si tratta mai della loro origine, evoluzione, adequazione e internazionalizzazione in lingua italiana. Nonostante l’argomento possa sembrare banale fra quelli che della musica vivono, nessuno può affermare con assoluta sicurezza e precisione il perché di tale uso. A partire dal XX secolo, diversi compositori stranieri e brasiliani hanno cercato di introdurre nuove forme di scritture musicale, di simboli, di espressioni e di nomenclature o termini locali, alcune di esse tradotte dall’italiano, così come altretante nuove, mirando un’adattamento più localista, un poco in fuga dalla tendenza mondiale della globalizzazione. Nei giorni d’oggi, usufruimo un poco di tutte, ma trattandosi di musica erudita o classica, quanto più uniforme siano le notazioni e nomenclature, migliore sará la loro comprensione, l’analisi e posteriore esecuzione, visto che gli interpreti ignorano determinate espressioni locali, sicché la comprensione diventa più difficile e meno probabile. Così la finalità della tesi è rilevare tutte le questioni, ricercare in tutte le fonti disponibili, per trarre alla luce altre informazioni il cui obiettivo è ampliare le future ricerche, non solo per quelli che della musica vivono ma anche per coloro che usufruiscono la musica.

Parole-chiave: Notazioni musicali, Letteratura italiana, Globalizzazione.

Abstract

The present thesis investigates the internationalization of the erudite notations and musical nomenclatures established in the Italian language, and analyzes its introduction in the Brazilian compositions. Musicologists, music critics, historians and professors refer to these notations in the sense of musical interpretation, however none of them deals with their origin, evolution, adequacy and internationalization in the italian language. Although the subject is commonplace among all those who live of music, no one can affirm with absolute certainty and precision the reason for this use. From the twentieth century, several international and Brazilian composers tried to introduce new forms of musical writing, symbols, expressions and local nomenclatures or terms, some translated from the Italian, as well as so many other new ones, seeking a more local adaptation and escaping a worldwide tendency of globalization. Nowadays, we enjoy a little bit of them all, but particularly for erudit or classical music, the more uniform and regular the notations and nomenclatures, the better for their understanding, their analysis and subsequent execution, since the interpreters are not aware of certain local expressions, thus making their understanding more difficult and less likely. Therefore the project aims to raise all these questions, to research all available sources, bringing more information, aiming to expand future researches, not only for those who live of music, as for those who appreciate it.

Keywords: Music notation; Italien literatur; Globalization

Cláudia Heloisa Impellizieri Luna Ferreira da Silva

Vice-Coordenador/Deputy Coordinator

Miguel Ángel Zamorano Heras

 

posneolatinas@letras.ufrj.br

Telefone/Phone

55 21 3938-9771

 

Programa de Pós-Graduação em Letras Neolatinas
– Faculdade de Letras / UFRJ

Av. Horácio Macedo, 2151
Salas F-325
Cidade Universitária CEP 21941-917
Rio de Janeiro – RJ